terça-feira, 5 de outubro de 2010

Ondas protegidas


Por: João Malavolta/
Ecosurfi

Marco histórico na proteção recente do litoral paulista pode acontecer nessa próxima quinta-feira (07/10). Trata-se audiência pública que deve definir a criação da Unidade de Conservação (UCs) em Bertioga.

Organizações Não Governamentais, Sociedade Civil, Poder Público e demais atores se mobilizaram nos últimos anos para defender uma das últimas áreas de restinga semi-intocada do estado de São Paulo.

Com um contínuo florestal com mais de 8 mil ha, reduto de praias desertas, fauna e flora exuberante com características peculiares por conter preservados trechos de restingas, a região da Praia do Itaguaré em Bertioga, que também engloba as fozes dos rios Itaguaré e Guaratuba e a floresta localizada entre a rodovia Mogi-Bertioga, está sendo o  foco de grandes debates sobre a legitimidade e necessidade da criação dessa UC.

De um lado os interesses privados de minorias que se alicerçam nas bases ruídas do Poder Público Estadual e Municipal, setores do empresariado e de outro, o Movimento Ambientalista, que se faz presente através de um “pool” de ONGs.

O projeto identificado como “Polígono Bertioga”, prevê que sejam demarcadas como UCs uma área que mantém a conexão ecológica entre o Oceano Atlântico e a Serra do Mar, permitindo o livre fluxo das espécies ali presentes e a manutenção dos processos biogeoquímicos.

A proposta se norteia pela necessidade de garantir a proteção integral da área e foi selecionada e construída a várias mãos por apresentar alta conservação de fisionomias vegetais pouco representadas no Sistema Paulista de Unidades de Conservação, alto grau de ameaça à sua integridade, e forte mobilização da sociedade pela sua proteção.

Apelo à comunidade do Surfe

Altas ondas, sossego, sombra e água fresca, o quê que falta? Nada né!

Mas na verdade falta muita coisa ainda. Se olharmos do ponto de vista da não participação da comunidade do surfe nos espaços decisórios, quando se esta debatendo o futuro da litoral, das ondas, dunas, restingas e demais ecossistemas associados é possível assistir  a apatia de uma maioria que parece que pega carona no ativismo da minorias mobilizadas que estão propondo ressignificar os verdadeiros valores da cultura surfe, que intimamnte está associada ao cuidar das nossas praias e oceanos.

Com a proposta de alavancar a bandeira do surfe enquanto seguimento social, que deve incorporar o protagonismo na defesa das causas ambientais, a Ecosurfi com o apoio do WWF-Brasil levou para diversos eventos do esporte nesse último semestre um “abaixo-assinado gigante”, que traduziu com frases e mensagens o desejo dos surfistas de boa parte do Brasil para que a UC de Bertioga seja criada.

O tecido que conta com centenas de assinaturas será entregue aos representantes do Governo do estado de SP nesta quinta-feira durante a audiência que possibilitará a criação do “Polígono Bertioga”.

Essa é mais uma ação que deve garantir que as boas ondas da Praia do Itaguaré continuem quebrando do jeito que se conhece, e que a região adjacente não sofra com a especulação imobiliária que vem dizimando comunidades caiçaras por todo o litoral brasileiro.

Surfista, você é ou está sendo?

Se você é, participe da Audiência Pública para garantir mais um espaço preservado no nosso litoral. 

Local: Prefeitura de Bertioga/SP
Data: 07 de outubro de 2010
Horário: 18hs
Saiba mais em :
www.fflorestal.sp.gov.br

Confira na integra a contribuição das ONGs para o projeto da criação da UCs / Bertioga


contribuicoes_WWF_e_ONGs

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Creative Commons License
Ecobservatório by João Malavolta is licensed under a Creative Commons.
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More