segunda-feira, 25 de maio de 2009

Cansado das promessas de salvar o planeta?

Não se iluda: ninguém vai salvar o planeta. Ele simplesmente não precisa ser salvo. Está muito bem, existe há 4 bilhões e meio de anos e já passou por situações muito, mas muito piores, do que a “incômoda e encrenqueira” presença dos seres humanos e sua poluição industrial de 200 anos.

“Nos achamos muito importantes e agora todos querem salvar alguma coisa. Salvar o planeta? Nós nem sabemos cuidar de nós mesmos!”, criticava (no vídeo abaixo) o humorista George Carlin, que, há quase um ano, morreu de infarto.

Para ele, assim como 90% das espécies que já existiram no planeta e foram extintas – “25 espécies desaparecem todos os dias e nós não matamos todas elas!” –, também desapareceremos e nosso fim já começou.

De que maneira? Carlin sugere que talvez a Terra tenha ‘pensado’ em um vírus – que entra em mutação sempre que uma nova vacina é desenvolvida, compromete a imunidade dos seres humanos, de modo que eles fiquem vulneráveis a toda e qualquer doença, e seja transmitido sexualmente, para que a espécie tenha medo de se reproduzir.

E porque o planeta permitiu que estivéssemos aqui até agora? “Pelo plástico! A Terra não tem preconceito contra o plástico, ele saiu dela e é só mais um de seus filhos. Ela queria plástico, não sabia como fazer e precisava de nós!” 

Num tom espiritualista, Carlin acreditava que somos parte de uma sabedoria maior que está além de nossa compreensão, a que ele chama de Grande Elétron. “Ele não pune, não recompensa e nem mesmo julga. Ele simplesmente é. E nós também somos, por um pouco de tempo”.






fonte: Super Abril

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Creative Commons License
Ecobservatório by João Malavolta is licensed under a Creative Commons.
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More